[Bibliografia] Dissertação: O teatro na voz operária Grupo Teatral Cultura Social e o anarquismo em Pelotas. Cássia Miranda.

Este trabalho trata do Grupo Teatral Cultura Social e sua trajetória de militância operária anarquista ao longo da década de 1910 na cidade de Pelotas, situada na região sul do estado do Rio Grande do Sul. Tendo suas atividades sediadas na Liga Operária de Pelotas, os trabalhadores que atuavam no Grupo utilizaram o teatro como forma de luta e congraçamento, realizando conferências e apresentações de textos teatrais de autoria de membros do Grupo. Entre os operários envolvidos com essa produção teatral, alguns eram mais engajados no movimento libertário e viajavam para outras cidades do Brasil a fim de auxiliar seus companheiros. Essas viagens possibilitavam uma troca cultural muito intensa, como pode ser comprovado pelas peças teatrais de autores operários que foram apresentadas na cidade de Pelotas e também
no Rio de Janeiro. As informações a respeito da atuação operária podem ser encontradas nos periódicos do período que serviam como um importante meio de propagação das ideias anarquistas e dos eventos operários. Para esse artigo são utilizados como fontes os jornais A Luta, O Rebate, e A Voz do Trabalhador, que divulgavam as atividades do Grupo e dos operários envolvidos com ele, trazendo o nome peças encenadas, os gêneros e os operários envolvidos nas apresentações teatrais.

Baixe aqui:

O teatro na voz operária Grupo Teatral Cultura Social e o anarquismo em Pelotas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.